segunda-feira, 22 de abril de 2013

Visita de estudo

Tenho andado muito baldas no que diz respeito a ler os vossos blogs, na verdade tenho andado assim em tudo no geral. Ando com extrema preguiçite aguda e isso não está nada certo. Tenho que tomar uma mudança de atitude!
E porque estou eu a escrever isto no blog? Caros leitores, caso ainda não tenham dado conta, o blog é um sítio especial, o qual eu respeito, então isto é uma espécie de promessa que obviamente eu vou cumprir, esclarecidos? Ainda bem!

Sim, aqui a pita ainda vai a visitinhas de estudo. Sim, tenho 17 anos. E sim, ficaram de queixo caído devido à minha extrema maturidade nos posts, eu sei que sim. É isso tudo e almôndegas a andar de aviãozinho militar.
Falando agora de coisas sérias, na viagem para lá escrevi algo no autocarro que agora que penso bem, fiquei aliviada por não ter publicado, passo a mostrar- vos:

Visitas de estudo, para que é que isso serve?
Vou aqui no caminho e a pensar por que raio acordei às 5:00h da manhã, devia estar louca quando disse que ia. Vou andar mais de 300 kilometros para ir ver uma peça de teatro? Please!
Aparentemente vou mesmo, tanto vou que já estou a caminho, aliás estou para aqui a levar com o sol na cara enquanto as minhas friends não partilham a música com a minha adorável pessoa...

Os meus lamentos ficaram por aí, penso que tenha arranjado algo de mais interessante para fazer e ainda bem, porque se tivesse continuado a escrever aquilo não ia dar boa coisa, lamúrias é sempre mau de ouvir, ler e até mesmo dizer.

É interessante ver como a minha opinião em relação à viagem mudou. Adorei a viagem propriamente dita, o que normalmente não acontece. Eu gostei mesmo da explicação da maravilhosa guia sobre o convento de mafra e sobre a obra o memorial do convento. O Teatro na parte da tarde foi igualmente agradável, e tendo em conta que ainda não li o livro e já sei o que acontece era de esperar que a minha vontade de o ler tivesse desaparecido. Mas não, a maneira apaixonante e ao mesmo tempo brincalhona com que a senhora descrevia esta obra deu-me a vontade que me faltava para a ler.
Agora resta é recomeçar, wish me luck!!
Finalmente percebi que ser guia é um trabalho importante e que se for bem executado, de uma forma cativante é maravilhoso.

Quanto àquilo da maturidade era obviamente na brincadeira, eu não tenho disso, pessoas. Ou será que tenho e vos ando a enganar à mais de um mês? Fica o enigma.

Boas noites que já não é cedo! :))

3 comentários:

  1. "enquanto as minhas friends não partilham a música com a minha adorável pessoa..." .|. agora pensa!!!

    ResponderEliminar
  2. Cuidado: com tanta maturidade, vê lá se cais de madura. eheheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me parece que isso seja um problema, não tenho disso

      Eliminar